Alterações Climáticas

O Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas (IPCC) – painel científico da ONU – divulgou, em Setembro de 2013, um novo relatório sobre o aquecimento do planeta que, resumidamente, apontou as seguintes e preocupantes conclusões:

– A temperatura média global subiu 0,85 graus Celsius entre 1880 e 2012. No Hemisfério Norte, as últimas três décadas passadas, entre 1983 e 2012, foram as mais quentes dos últimos 1400 anos. Até ao final do século, o termómetro global pode subir entre 0,3 e 4,8 graus acima da média de 1985-2000;

– O nível do mar subiu 1,7 milímetros por ano entre 1901 e 2010. Para o final deste século, projeta-se uma subida de 28 a 82 centímetros. Os oceanos continuarão a aquecer ao longo do século e em maior profundidade;

– As massas de gelo da Gronelândia e da Antártida têm vindo a reduzir nas últimas duas décadas e os glaciares estão a diminuir em quase todo o mundo;

– Quanto aos gases com efeito de estufa, a concentração de dióxido de carbono (CO2), de metano (CH4) e de óxido nitroso na atmosfera está, respetivamente, 40%, 150% e 20% acima dos níveis pré-industriais (datados de 1750). A atividade humana emitiu 545 mil milhões de toneladas de carbono, dos quais 44% estão acumulados na atmosfera, aumentando o efeito de estufa, e 28% foram absorvidos pelo oceano, provocando a sua acidificação;

– A influência humana é “extremamente provável” (grau de 95% de certeza), ou seja, apurou-se que tal influência é determinante para o aquecimento global. O relatório detetou a influência humana na libertação de gases com efeito de estufa, no aquecimento do oceano, nas alterações do ciclo da água, na redução do gelo e neve, na subida do nível do mar e nalguns eventos climáticos extremos.

-Perante este cenário, a União Europeia elaborou a iniciativa 20-20-20, que pretende, até 2020, aumentar os benefícios das energias renováveis, reduzir as emissões de CO2, bem como melhorar a eficiência energética em 20%.

-Para ajudar a alcançar estes objetivos, até 2020, Portugal tem de aumentar, em 59%, a eletricidade produzida a partir de fontes renováveis.

-Desta forma, a Câmara Municipal de Setúbal foi uma das autarquias europeias que formalizaram no dia 15 de outubro de 2015, em Bruxelas, Bélgica, a redefinição de objetivos mais ambiciosos para o Pacto de Autarcas, programa comunitário que visa o cumprimento de metas ambientais através do Poder Local. (pág.2)

No seguimento da discussão sobre as alterações climáticas a União Europeia elaborou a Iniciativa 20-20-20, que tem como principais objetivos aumentar o peso das energias renováveis, reduzir as emissões de CO2 e melhorar a eficiência energética em 20%, até 2020.

Para ajudar a cumprir essa meta, Portugal terá de aumentar a eletricidade produzida a partir de fontes renováveis em 59% até 2020.

No que concerne ao Município de Setúbal, também fazemos parte deste grande projeto a nível Europeu, assumindo o compromisso de contribuir para uma forte redução de emissões de CO2 e contribuir para um mundo melhor.

O Pacto de Autarcas

Já em 2008 havia sido adotado pela União Europeia o Pacote Clima e Energia, tendo a Comissão Europeia constituído o Covenant of Mayors – Pacto de Autarcas, uma das mais ambiciosas iniciativas lançadas para combater o aquecimento global do planeta que reúne vários municípios numa rede global, à escala europeia, para partilhar experiências e melhorar a eficiência energética em meio urbano.

O Pacto de Autarcas é uma iniciativa centrada em projetos concretos e em resultados mensuráveis, em que as cidades e regiões aderentes assumem formalmente o compromisso de reduzir as suas emissões de CO2 em mais de 20%, até 2020, desenvolvendo Planos de Ação para as Energias Sustentáveis.

Ao assinar o Pacto de Autarcas as cidades comprometem-se a:

– Reduzir as emissões de gases com efeito de estufa em 20%;

– Melhorar a eficiência energética em 20%;

– Assegurar 20% do consumo de energia a partir de energias renováveis.

Assim, com a subscrição do Pacto de Autarcas, o Município de Setúbal assumirá um compromisso sério e eficaz para a melhoria da qualidade ambiental, contribuindo à sua escala, mas através de medidas concretas, para a salvaguarda do futuro do planeta.

Após a assinatura do Pacto de Autarcas, o passo seguinte a promover pelo Município de Setúbal consistirá no desenvolvimento, em parceria com a ENA (Agência de Energia da Arrábida), do Inventário de Referência das Emissões e do Plano de Ação para a Energia Sustentável de Setúbal (PAESS).

Eficiência Energética

Medidas concretas a implementar no Município de Setúbal no âmbito da Iniciativa 20-20-20:

– Implementação de soluções Fotovoltaicas nos Edifícios Municipais (Microgeração e/ou Minigeração, consoante potência instalada).

– Implementação de soluções Solar térmico, mais concretamente em Edifícios Municipais de elevado consumo de gás, tais como Pavilhões Desportivos, Piscinas, Quartel de Bombeiros e Escolas.

– Redução de consumos energéticos em todos os Edifícios Municipais, através de instalação de equipamentos de redução de energia reativa, da substituição de equipamentos de iluminação existentes e ainda através de ações de sensibilização de boas práticas para uma utilização da racional de energia.

– Renovação da rede Iluminação Pública, e redução de consumos energéticos, através da substituição gradual das luminárias existentes por soluções de iluminação mais moderna (LED´s, balastros eletrónicos, etc.)

– Negociação de contractos com a EDP, de forma a encontrar soluções para minimizar a fatura energética do Município de Setúbal, mais concretamente, na implementação da redução de horário na Iluminação pública nos relógios astronómicos instalados nos postos de transformação, em locais de pouca frequência de transeuntes, por motivos de segurança.

– Manutenção e divulgação para a promoção da Rede Nacional de Veiculo Elétrico (MOBI.E), rede na qual este Concelho está integrado.

 

Soluções implementadas até ao momento

– Renovação na Iluminação Pública, através de uma Candidatura a fundos Comunitários para Eficiência Energética, nas principais artérias do Concelho, tais como:

  • 5 de Outubro;
  • 22 de Dezembro;
  • Alexandre Herculano;
  • Dr. António Rodrigues Manito;
  • Jardim do Bonfim;
  • Jardim da Algodeia

– Renovação na iluminação na zona histórica do Concelho, mais especificamente em locais de zonas de alto potencial turístico do Concelho.

No âmbito do QREN RUBE – Bairro da Bela Vista – implementação de equipamentos de eficiência energética, temos:

– Implementação de um equipamento solar térmico (termo sifão de 300 litros) e uma unidade de micro geração foto voltaica (3,68 kW), no edifício do Centro Multicultural da Bela Vista;

– Implementação de um equipamento solar térmico (circulação forçada) com depósito de 500 litros, no edifício de apoio (balneários) do Parque Verde da Bela Vista;

– Implementação de equipamentos Solar térmico ao Abrigo do SCE (Sistema de Certificação Energética), nas novas Escola Primárias do Concelho: Escola Básica e Jardim de Infância da Brejoeira, Escola Básica e Jardim de Infância Luisa Todi, Escola Básica e Jardim de Infância do Bairro Afonso Costa, Escola Básica e Jardim de Infância da Gâmbia.

 

Projetos futuros

  • Substituição de todas as luminárias do sistema semafórico existente por luminárias LED (cerca de 1500) em todo o concelho.
  • Redução ou eliminação da energia reativa.
  • Iluminação decorativa na Av. Luisa Todi permitindo o reforço de iluminação e a substituição de alguns equipamentos existentes por LEDs;
  • Implementação do Observatório da Energia;
  • Implementação do Jardim Pedagógico das Energias;
  • Prosseguimento da Certificação Energética de Edifícios;
  • Implementação do Plano de Ação para a Energia Sustentável de Setúbal;
  • Implementação de PPEC’s (Planos para a Eficiência e Consumo) nos seguintes edifícios municipais:
    • Luz certa no seu Município (Edifício Sado, EB Bela Vista e Paços de Concelho);
    • Conhecer & Agir (Paços de Concelho);
    • Soluções combinadas de iluminação eficiente para edifícios públicos (Oficinas de Poçoilos);
    • Instalação de iluminação semafórica de tecnologia LED.