Iluminação Pública

Um projeto-piloto liderado pela Câmara Municipal de Setúbal testa um novo equipamento de iluminação LED, com lâmpadas de formato convencional mas energeticamente mais económicas e eficazes, instaladas em várias luminárias do centro histórico da cidade.

O projeto, um investimento camarário da ordem dos 11 mil euros, é concretizado no âmbito do Plano de Otimização Energética Municipal, iniciativa que, além de vantagens económicas para o Município, aponta à melhoria da sustentabilidade ambiental e do conforto urbano.

A fase experimental, implementada desde outubro de 2015, nas ruas de Bocage, Detrás da Guarda e Augusto Cardoso, assim como na travessa e no largo do Ximenes, incluiu a substituição de um total de 18 lâmpadas de vapor de sódio, com 150 watts, por tecnologia LED, mais eficientes, com 70 watts.

O estudo preliminar realizado pelos serviços municipais a propósito do projeto-piloto em desenvolvimento aponta a uma redução de consumo energético anual da ordem dos 48.600 quilowatts, o que materializa uma poupança financeira, igualmente anual, no montante de cerca de 6800 euros.

Ao contrário de outras intervenções já realizadas no âmbito da eficiência energética, sobretudo na zona do centro histórico, em que foi necessário substituir e, nalguns casos, adaptar, candeeiros e luminárias para receber a tecnologia LED, neste projeto-piloto são apenas trocadas as lâmpadas.

Estas lâmpadas LED, com a particularidade de o revestimento se assemelhar ao formato convencional, além de energeticamente mais eficientes, com benefícios para o ambiente e reduções na fatura energética paga pela Autarquia, garantem um fluxo luminoso contínuo no espaço público, o que proporciona maior conforto urbano.

Estas mais-valias na segurança e circulação na via pública são asseguradas através da luz branca emitida pelas novas lâmpadas LED, que, ao contrário das convencionais, com iluminação em tons de amarelo, não provocam interrupções no ciclo luminoso e garantem uma melhor perceção dos arruamentos.

A eficiência e a fiabilidade das novas lâmpadas LED instaladas em candeeiros naqueles locais do centro histórico de Setúbal é analisada pelos serviços municipais durante a fase experimental, com vista a uma futura expansão do projeto-piloto a outas áreas do concelho.

Comunique anomalias

Candeeiros ausentes ou apagados, armaduras a cair, luz intermitente, cabos descobertos, postes danificados e portinholas sem tampa são as anomalias mais comuns e devem ser comunicadas aos serviços competentes para reparação.

Nestes casos, basta preencher o formulário e remetê-lo ao Serviço do Ambiente e da Energia da Câmara Municipal de Setúbal, para o endereço saen@mun-setubal.pt.

A comunicação de anomalias pode também ser feita junto da EDP, entidade responsável pelo serviço de manutenção do sistema e iluminação pública, através do sítio www.edp.pt.